Archive for the ‘Desenvolvimento Curricular’ Category

Fundamentos, práticas e perspetivas de inovação educativa e curricular nos contextos nacional, local e de escola

28 de Outubro de 2014

Não obstante as profundas e aceleradas mudanças que ocorrem no contexto da globalização e da sociedade do conhecimento, em que vivemos, inúmeras são as influências do velho paradigma civilizacional e cultural nas nossas vidas. Em relação à educação, a realidade é complexa, posto que, a par dos avanços significativos, que se expressam, designadamente, na expansão do acesso à educação a diversos níveis, confrontamo-nos com problemas e desafios que devem ser encarados numa perspetiva inovadora, quer em sede de formulação das mega e macropolíticas, quer em termos de assunção de um maior e mais consequente protagonismo das meso e microestruturas educativas, emProjEducPraia especial dos gestores, professores e alunos, enquanto sujeitos e garantes do sucesso das políticas, reformas, mudanças e inovações no setor da educação.
Nesta comunicação, além de se proceder a uma breve revisão da literatura sobre os conceitos e fundamentos da inovação educacional, pretende-se evidenciar que, a despeito das tendências de centralização, recentralização e uniformização das políticas educativas, existem espaços e oportunidades de uma abordagem interpretativa, reflexiva e inovadora da educação e do currículo nos contextos locais e de escola, ilustrando esta tese com uma experiência em curso no concelho da Praia (Cabo Verde) com a elaboração autóctone de projetos educativos e curriculares.

Este é o resumo do texto de base da Conferência proferida no “III Fórum Pensar a Educação nas Ilhas de Santiago e Maio”, realizado na cidade de Assomada, nos dias 3 e 4 de Outubro de 2014.

Pode ler o  texto integral no link que se segue:

Fundamentos e perspetivas de inovação educativa e curricular_2014_final

Praia, Outubro de 2014.

Bartolomeu Varela

O Currículo e o Desenvolvimento Curricular nos tempos actuais – lógicas e desafios do processo de globalização

28 de Maio de 2014

A tendência para a uniformização curricular e a imposição de padrões, no contexto da globalização hegemónica da educação, bem patente nas directivas e prescrições curriculares que enformam, cada vez mais, as políticas educacionais, constitui um severo desafio às instituições educativas, ao pôr seriamente em causa o seu propósito de promover, pela educação, a identidade, a diversidade cultural, a emancipação e o empoderamento das pessoas. Porém, o desenvolvimento curricular,curriuclo escolar2 enquanto processo dinâmico e interactivo, não envolve apenas a dimensão instituída, ou seja, a prescrição do currículo a nível     macro, havendo, a nível das escolas e ou dos cursos, um espaço de reflexão, recriação e inovação no âmbito da realização do currículo. Por outro lado, é possível contrariar o hegemonismo curricular através de políticas e práxis de globalização solidária da educação, atendendo, assim, às especificidades institucionais, nacionais e locais.

Palavras-chave: Educação, currículo, globalização.

Texto integral do artigo:Curriculo e Dt.Curricular nos tempos actuais_ desafios da globalização

Bartolomeu L. Varela
Universidade de Cabo Verde
bartolomeu.varela@adm.unicv.edu.cv

In: Revista de Estudos Cabo-Verdianos
Atas do I Encontro Internacional de Investigação e Reflexão(EIRI),
Edições Uni-CV, Dezembro de 2013, pp 11-22
ISSN 2073 – 9419″

A relevância do trabalho pedagógico no ensino superior. O caso da Universidade de Cabo Verde

8 de Março de 2014

A mudança paradigmática que se propugna no modo de encarar a formação superior na Uni-CV implica que, a par da ênfase no aprimoramento do conhecimento científico, mediante a elevação do grau académico, seja consequentemente valorizada a vertente pedagógica, assumindo-a não apenas como um elemento adicional do perfil do docente do ensino superior, mas como uma exigência inelutável da qualidade da formação, posto que, ao cabo e ao resto, se trata de conceber formas adequadas de lidar com o conhecimento científico, seja na forma como o mesmo é produzido (pela investigação), seja no Paresmodo como esse conhecimento é apreendido e apropriado pelos estudantes, através do processo de ensino-aprendizagem, seja ainda em termos de disseminação do conhecimento (produzido e aprendido) no seio da sociedade, no âmbito da extensão.

Este é o extracto (resumo) do texto de uma comunicação proferida nas I Jornadas Pedagógicas da Universidade de Cabo Verde, realizadas de 22 a 26 de Abril de 203, que aqui se reproduz na íntegra:

A RELEVÂNCIA DO TRABALHO PEDAGÓGICO NO ENSINO SUPERIOR

Praia, Abril de 2013
Ph.D. Bartolomeu Varela

A Universidade, o currículo e o conhecimento: das origens aos tempos actuais

2 de Junho de 2013

As Edições Uni-universidade1CV, da Universidade de Cabo Verde, fizeram publicar, na colecção “Aula Magna”, nº 2, o meu livro “A Universidade, o currículo e o conhecimento: das origens aos tempos actuais”, que retoma parte da minha tese de doutoramento em Ciências da Educação, concluída em Outubro de 2011 e defendida a 7 de Maio de 2012, na Universidade do Minho.

Eis a versão digital do livro, publicada em Maio de 2013:
a_universidade_o_curriculo_e_o_conhecimento_blv

Praia, 2 de Junho de 2013.

Bartolomeu Varela

O Currículo e o Desenvolvimento Curricular: concepções, práxis e tendências

2 de Junho de 2013

curriculo dtocurrAs Edições Uni-CV, da Universidade de Cabo Verde, fizeram publicar, na colecção “Aula Magna”, nº 1, o meu livro “O Currículo e o Desenvolvimento Curricular: concepções, práxis e tendências”, que retoma parte da minha tese de doutoramento em Ciências da Educação, concluída em Outubro de 2011 e defendida a 7 de Maio de 2012, na Universidade do Minho.

Eis a versão integral do livro, publicada em Março de 2013.
o_curriculo_e_o_desenvolvimento_curricular

Praia, 2 de Junho de 2013.

Bartolomeu Varela

Concepções, práxis e tendências de desenvolvimento curricular no ensino superior público em Cabo Verde. Um estudo de caso sobre a Universidade de Cabo Verde

19 de Julho de 2012

No passado 7 de Maio deste ano, defendi, com sucesso, na Universidade do Minho, a tese de doutoramento em Ciências da Educação – Especialidade de Desenvolvimento Curricular.

A tese enquadra-se nas discussões sobre as concepções do currículo, como problemática central nos processos de educação e formação, e o papel da Universidade ao longo dos tempos, mormente nos contextos actuais da globalização, conferindo especial relevo às concepções, práxis e tendências que caracterizam a experiência de desenvolvimento curricular na Universidade de Cabo Verde (Uni-CV), desde a sua criação, em Novembro de 2006, no seguimento de um percurso de quase três décadas do ensino superior público cabo-verdiano

Com o enquadramento teórico da problemática da investigação faz-se uma ampla cartografia daDSC00453 literatura relevante no campo científico dos estudos curriculares, numa abordagem que patenteia a diversidade de conceptualizações do currículo e do desenvolvimento curricular, os principais traços característicos das teorias curriculares que se têm sucedido e ou que rivalizam na busca de hegemonia no sector da educação, bem como as políticas educativas e curriculares que vêm sendo concebidas e realizadas à escala global, dispensando atenção particular às dimensões instituinte e instituída do processo curricular. Ainda que fortemente condicionado pelas concepções e políticas de globalização da educação, a tendência para a uniformização educativa e curricular não constitui uma inevitabilidade, demonstrando-se, pelo contrário, que o processo de desenvolvimento curricular deixa espaços de apropriação e inovação ao nível das instituições educativas, atendendo à diversidade de contextos, expectativas e perspectivas inerentes à dinâmica da realização do currículo.

Ainda no plano teórico, ao analisar-se a evolução do conceito ou ideia de Universidade, desde a sua génese até aos tempos actuais, coloca-se em relevo a natureza específica da instituição no âmbito do ensino superior, patenteando o modo como, nos diferentes contextos, a mesma tem procurado afirmar a centralidade do conhecimento e do currículo no cumprimento da sua missão, a despeito de factores e condicionalismos diversos, de entre os quais releva o tipo de relacionamento predominante entre a Universidade, o Estado e o mercado, no âmbito do qual se deve entender a complexidade da crise institucional, na triplicidade das suas manifestações (crise de legitimidade, de hegemonia e de identidade) que atravessa a academia, com reflexos ao nível das tendências para o condicionamento da autonomia, missão e funções da academia, assim como da própria natureza do conhecimento universitário. Na procura de saídas para a crise, que é global e, como tal, se reflecte nas universidades do continente africano, em que se insere Cabo Verde, a Universidade é desafiada a afirmar a sua especificidade institucional, enquanto promotora da alta cultura e da capacidade de pensamento de longo prazo, conciliando, deste modo, as suas funções essenciais ou simbólicas com as que se prendem com a satisfação das necessidades imediatas ou de curto prazo da economia e do mercado.

Com base nos pertinentes subsídios teóricos, os estudos empíricos desenvolvem-se segundo a abordagem metodológica de estudo de caso, em que a análise documental e as técnicas de investigação qualitativa e quantitativa permitiram consolidar as evidências sobre: (i) os antecedentes da criação da Uni-CV, através do mapeamento do percurso académico e curricular dos diversos estabelecimentos públicos de ensino superior que precederam a universidade pública, legando a esta o seu património científico, tecnológico e logístico, com as inerentes potencialidades e limitações; (ii) o processo de institucionalização da Uni-CV, com a referencialização das opções estruturantes da organização e gestão da Universidade assim como da política educativa e curricular da Universidade; (iii) a experiência multifacetada de desenvolvimento curricular na novel instituição durante os cinco primeiros anos de funcionamento (2006-2011), correlacionando opções e práxis e evidenciando tendências da sua evolução.

Da análise interpretativa dos estudos empíricos realizados, mediante a triangulação dos dados de arquivo e de perspectiva, resulta que a Uni-CV, não obstante as fragilidades persistentes no processo de seu desenvolvimento institucional, tem cumprido a sua missão de forma satisfatória, facto que fica a dever-se quer à adequação das opções, normas e directivas conformadoras da dimensão instituinte do processo curricular, quer ao esforço de realização das prescrições curriculares, sendo, todavia, evidentes os desafios a serem vencidos tendo em vista a consecução da almejada excelência académica, que os Estatutos propugnam, e que passa, nomeadamente, pela melhoria do nível da qualificação do seu corpo docente, pela implementação ou funcionamento efectivo de alguns dos órgãos da academia e pela afirmação da investigação científica como função incontornável para o desempenho cabal das funções de ensino e extensão.

De entre as conclusões, sustenta-se que, no processo de integração de Cabo Verde nas redes internacionais de investigação e excelência científica e tecnológica, como, de resto, propugnam os Estatutos da Uni-CV, deve atender-se à especificidade deste pequeno país do Atlântico Médio, tendo em conta as suas fragilidades estruturais, pelo que se impõe algum distanciamento crítico em relação à incorporação de certas opções de política educativa e curricular que emanam de instâncias internacionais, independentemente do seu carácter inovador ou mesmo da sua possível consistência científica e técnica, comprovada em outros contextos.

Eis o texto integral da tese, incluindo parte dos seus anexos: TESE de Bartolomeu Varela_Outubro.2011_final_publicaçao

A tese encontra-se igualmente disponível no Repositorium da Universidade do Minho (Portugal) e no Portal de Conhecimento do Ministério do Ensino Superior, Ciência e Inovação de Cabo Verde.

Praia, Julho de 2012.

Bartolomeu Varela

Docente e investigador educacional

Perspectivas e desafios actuais da política educativa e curricular em Cabo Verde

7 de Fevereiro de 2012

O presente artigo analisa as opções de política educativa e curricular em Cabo Verde, à luz dos documentos oficiais, confrontando-as com as tendências internacionais e com a realidade concreta do país, de modo a evidenciar as persColoquio UniCVpectivas, os paradoxos e os constrangimentos que envolvem os propósitos de mudança educativa e curricular neste pequeno país do Atlântico Médio.

Fazendo eco das discussões sobre o papel da educaçãoJAPe Almerindo e do currículo, assim como da natureza do conhecimento, em sede da definição das políticas educativas, o texto não só analisa as principiais directivas e orientações que servem de referência para as políticas de educação e do currículo em Cabo Verde como procura esclarecer em que medida tais opções são influenciadas pelas tendências de globalização  hegemónica, visando a uniformização educativa e curricular e ou traduzem a realidade específica do país.

Face aos propósitos ambiciosos de mudança educativa em Cabo Verde, o texto invoca o contexto educacional cabo-verdiano para evidenciar algumas fragilidades e ambiguidades do processo de desenvolvimento curricular, que requer novas e mais adequadas abordagens, a todos os níveis, com enfoque particular no ensino básico e no ensino secundário.

Eis o texto integral do artigo:  Perspectivas e desafios actuais da política educativa e curricular em Cabo Verde

Bartolomeu Varela

Docente da Universidade de Cabo Verde

PS: Leia a versão publicada na revista “La recherche en Education”: http://www.la-recherche-en-education.org/index.php/afirse/article/viewFile/88/68


%d bloggers like this: