Archive for Janeiro, 2012

A educação, o conhecimento e a cultura na práxis de libertação nacional de Amílcar Cabral

29 de Janeiro de 2012

A concepção de libertação nacional de Amílcar Cabral, que ultrapassa os marcos da conquista formal da Independência e implica a remoção de todos os obstáculos ao livre desenvolvimento das forças produtivas e de todas as formas de subjugação da pessoa humana, é indissociável da luta contra a ignorância e pela promoção do conhecimento e da cultura.

Encarada, de resto, como manifestação genuína da cultura e como acto de cultura, a luta de libertação nacional não só se fundamenta e se inspira na cultura como influencia esta última (Cabral, 1972), orientando-se para a construção de uma sociedade nova, livre e de progresso, em que o poder esteja nas mãos e ao serviço do Cabralpovo. Para ser vitoriosa, a gesta libertadora exige, pois, a par do recurso ao “poder das armas”, que se mostrou inevitável para fazer face à repressão colonial, a utilização da “arma da teoria” ou do conhecimento.

No contexto da libertação nacional, Cabral não só delineia como enceta a implementação das bases de um novo paradigma educacional que, pelo seu carácter emancipatório, humanista e progressista, contraria os pressupostos do ensino colonial e, no essencial, mantém toda a sua actualidade.

Este é o resumo de um artigo que, na sequência de um trabalho de investigação recentemente levado a cabo, ora publicamos, em homenagem a Amílcar Cabral, assassinado há 39 anos, e como expressão do reconhecimento de que, também na área da educação, a sua obra constitui fonte de inspiração para todos quantos se encontram empenhados nessa nobre causa.

Eis o texto integral do artigo: A EDUCAÇÃO, O CONHECIMENTO E A CULTURA NA PRAXIS DE LIBERTAÇÃO DE AMILCAR CABRAL

Bartolomeu Varela

Docente da Universidade de Cabo Verde

Praia, Janeiro de 2012

Anúncios

%d bloggers like this: